quinta-feira

Navegando na rede sem proteção ou vivendo perigosamente

Nem todas as pessoas que entram na rede sem um Anti-vírus que seja, gosta de “viver perigosamente”. Freqüentemente é por desinformação ou mesmo ingenuidade que o fazem, o que as levam a subestimar os riscos que correm para os seus arquivos e para o seu computador.

Os hackers que até algum tempo atrás tinham uma “aura romântica” que, como grafiteiros virtuais, disputavam quem “pintava” mais alto ou em local mais inacessível, hoje, se profissionalizaram, e se tornaram bandidos, de fato, e o lance, agora, é faturar.

Os malwares ou badwares, para ser genérico, têm se sofisticado tanto e tem se tornado tão letais, que já infestam os bastidores da espionagem tecnológico-industrial como da bélica.
Em artigo publicado no Coluna do Leitor: “A guerra fria – cibernética – entre China e EUA”, trás algumas informações que ilustra a quantas anda a “batalha dos bits”, que você lê clicado aqui.

Isso não quer dizer que os nossos modestos PCs estejam a salvo.

Segundo relatório divulgado pela empresa de segurança Simantec (2007), existem, só no Brasil, 41% de PCszumbis”. São espaços – computadores – cativos, controlados por Hackers através de programas instalados em seu equipamento, que lhes garantem as “grandes jogadas” enquanto, inocentemente, navegamos por ai sem saber. O artigo acabou se desviando um pouco do seu proposito que é o de alertar – por mais redundante que pareça – que jamais se entre na Internet, sem no mínimo, um Anti-vírus atualizado.

Exitem vários deles gratuitos que dão conta do recado e livram você e o seu PC do prejuízo.

Leia artigos Relacionados:

Se gostou deste post, subscreva o nosso RSS Feed ou siga no Twitter, para acompanhar as nossas atualizações.

2 comentários:

REDES DE PROTEÇÃO disse...

Acho interessante esta iniciativa e pode vir a ser benéfica para todos com intenções sérias e direcionadas ao conhecimento.

Diná

Paulo Athayde disse...

Olá!
Obrigado pela visita.
É realmente um problema muito sério, pois, uma atitude de precaução e segurança de um acaba por beneficiar a todos. Infelizmente a situação contrária, também, é verdadeira.
Este Blogue esta sempre ligado e tentando fazer a sua parte.

Um abraço/Paulo athayde